Dr Paulino Souza Neto Vascular Surgery, Endovascular Surgery

Tratamento Cirúrgico » Arterial » Cirurgia Aberta da Aorta

A cirurgia convencional ainda é muito praticada, principalmente onde não há o recurso de Hemodinâmica, ou quando os cirurgiões preferem esta à correção Endovascular de AAA (Aneurisma de Aorta Abdominal) devido à sua longa experiência na técnica.
A técnica consta da substituição do segmento dilatado por uma prótese (tubo artificial). Assim o flux sanguíneo passa a ocorrer pelo interior da prótese. Para tanto esta é suturada à parede normal da artéria (saudável), enquanto o fluxo pela Aorta é interrompido temporariamente por pinçamento. Para se atingir a localização da Aorta, imediatamente anterior à coluna, há a necessidade de extensa incisão no abdômen, podendo ser necessária extensão até o tórax (figura abaixo linha azul).
Com o fluxo sanguíneo interrompido, a irrigação da medula e dos membros se dá por caminhos alternativos (circulação colateral), porém com menor intensidade. Isto pode determinar falta de irrigação dos tecidos com suas possíveis consequências.
As complicações da Cirurgia de aberta da Aorta revela um índice pouco maior que pela técnic endovascular. Entretanto, a cirurgia aberta tende a ser mais longeva e trata casos nos quais as endoprótese tem limitações.
Outros fatores como clampeamento da Aorta, maior área de trauma cirúrgico, porte cirúrgico, tempo d cirurgia e queda prolongada da pressão constituem fatores de complicação que são inerentes à cirurgia da Aorta.
Podemos dizer assim, que há uma vantagem estatística para o tratamento endovascular, que, todavia, ainda não é suficiente para resolver todos os casos.
Cabe ao médico, com consentimento do paciente ou responsável, definir qual a melhor abordagem para cada caso em específico, considerando-se múltiplas variáveis.

Todos os direitos reservados ®